Confira a programação dos eventos culturais de Batatais

10/03/2017

Confira a programação dos eventos culturais de Batatais

Batatais recebe dia 25 o espetáculo Roda de Pólvora

A Prefeitura de Batatais, por intermédio do Departamento Municipal de Cultura, está convidando a população para que prestigie a apresentação do espetáculo de dança ‘Roda de Pólvora’, no próximo dia 25 de março, às 20h30, no Teatro Municipal Fausto Bellini Degani.

A apresentação integra a parceria do município com o Circuito Cultural Paulista, sendo totalmente gratuita. O espetáculo ‘Roda de Pólvora’ é realizado pela Companhia ‘Danças’, de Claudia de Souza, que busca a difusão de seu trabalho bem como da arte e da dança contemporânea, promovendo sua pesquisa de linguagem para diversos públicos paulistas, como forma de contribuir para a descentralização da oferta de arte no Estado de São Paulo.

Com vinte anos no cenário artístico brasileiro, a Cia Danças, da diretora e coreógrafa Claudia de Souza destaca-se pela continuidade de seu trabalho em dança contemporânea desenvolvendo ações de pesquisa, difusão, criação e circulação que primam pela fundamentação de sua linguagem artística.

Os interessados podem entrar em contato com o Teatro Municipal Fausto Bellini Degani pelo telefone 37612097.

Show Infantil da Patrulha Canina será a atração de 19 de março em Batatais

O Departamento Municipal de Cultura informa a comunidade que Batatais estará recebendo no dia 19 de março o show infantil PAW Patrol (Patrulha Canina). Trata-se de uma versão para os palcos da série de animação da Nickelodeon. Os pequenos fãs destes heróicos cãezinhos vão adorar ver ao vivo os ídolos Marshall, Rubble, Chase, Rocky, Zuma e Skye, que formam a Patrulha Canina. O espetáculo estará em cartaz no domingo, dia 19, às 16 horas, no Teatro Fausto Bellini Degani. Crianças até 2 anos não pagam. Os ingressos custam R$ 25,00.

A Patrulha Canina é um desenho canadense que passa na TVO Kids do Canadá. Estreou nos Estados unidos em 2013, na Nick Jr. e desde então é um sucesso em muitos países. Também pode ser vista na TV Cultura e no Netflix. O desenho é uma série de ação e aventura estrelada por seis filhotes heróicos, que são liderados por um menino de 10 anos de idade chamado Ryder. Com uma mistura única de habilidades para resolver problemas, veículos legais e muito bom humor canino, a animação sempre traz um conjunto de missões arriscadas de resgate e para proteger a comunidade.

T.F.Style Cia de Dança faz sessão gratuita em Batatais, com direito a workshop

Batatais recebe nos dias 8 e 9 de abril, no Teatro Fausto Bellini Degani, a T.F.Style Cia de Dança. A programação, que é viabilizada por meio do PROAC (Lei de Incentivo a Cultura), terá workshop às 14 horas do dia 8, com apresentação do espetáculo ‘Sob a pele’, às 20 horas. No domingo, haverá as 14 horas a mesa de debate e mais uma apresentação do espetáculo ‘Sob a pela’, dessa vez às 19 horas.

 A companhia, que propõe um pensamento contemporâneo do hip hop, está a quase 10 anos atuando na cidade de São Paulo. No release apresentado por Igor Gasparini, diretor da companhia, fica claro o tom investigativo sobre as sensações individuais e compartilhadas que surgem na relação com a cidade: Existo. E, na pele, minha existência concretiza-se em constante relação entre corpo e ambiente, corpo e cidade. Aprisionado, a pele determina meu espaço, delimita minha existência íntima, separa-me do ambiente externo. Quais sensações meu corpo percebe potencializadas pela cidade? Quais opressões, medos e angústias o ambiente urbano me proporciona? Uma navalha que me corta todos os dias, deixa rastros em minha pele e traz, veladamente, suas marcas enrugadas pelo tempo. Maior órgão do corpo humano, local do toque, da pressão, da sensibilidade, do suor, do cheiro, do prazer… A pele: um relicário sagrado. A pele: uma clausura terrificante. Ao nascer, preencho meus pulmões de ar e, ao morrer, dou minha última expiração. Na pele, uma impressão digital que constitui este ser. Mas quem sou eu? O que a cultura faz de mim? Como lido com as sensações que esta cidade me causa? Esta obra busca refletir sobre as várias percepções sentidas, profundamente, sob a pele.